Samambaia: tudo o que você precisa saber

A samambaia é uma das espécies mais primitivas de plantas

Você já deve ter reparado que a sua samambaia ou as samambaias dos seus pais, avós ou tios nunca deram uma única flor, não é mesmo? Pois é, isso deve-se ao fato de a samambaia ser um tipo de planta tão primitivo que ela se reproduz através de esporos.

Os esporos são aquelas bolinhas que parecem sementes que nascem na parte de baixo das folhas das samambaias, tecnicamente, os esporos não são sementes, mas sim, quando um esporo cai na terra, ele dá origem a uma nova planta. Esta é a maneira como as primeiras plantas que surgiram no planeta Terra se reproduziam, já que as flores são órgãos muito mais sofisticados que levaram milhões de anos para se desenvolverem.

Samambaia gosta de umidade

Toda a vida se originou na água, as primeiras plantas, mais se pareciam com algas ou lodo, mas logo foram se adaptando e passaram a viver na terra e ganharam uma estrutura mais sólida, contudo, a samambaia sendo uma planta primitiva, continuou sendo muito dependentes da água, habitando florestas de mata atlântica ou florestas chuvosas com rios, como a Amazônia, por exemplo.

Repare como as folhas da samambaia crescem parecendo escamas, esta formato aliado ao grande volume de folhas, serve justamente para aprisionar a humanidade entre as suas folhas, garantindo-a uma excelente hidratação.

Sendo assim, parece óbvio que, quando cuidamos de samambaias em nossas casas e quintais, este tipo de planta requer rega constante em tempos secos. Mas não confunda umidade com terrenos alagados! O excesso de água com certeza matará a sua planta muito rapidamente, o ideal é que o solo ou vaso onde  a samambaia se encontra possua boa drenagem para que a água não fique represada.

Samambaia gosta de sombra

Todos os tipos de samambaia gostam de sombra, elas são plantas que, na natureza, crescem sob a sombra de árvores altas, tendo pouquíssimo contato direto com a luz solar, contudo, abundância em luz é indispensável para que a samambaia possa se alimentar através da fotossíntese, logo, se você deseja ter uma samambaia bonita e volumosa, coloque-a em um lugar bastante iluminado por luz natural, contudo, não a deixe exposta aos raios solares. 

Quando tem contato direto com os raios solares, as folhas da samambaia passam a ficar esbranquiçadas e com o aspecto de secura, as folhas se tornam quebradiças e não crescem muito, para tentar manter a umidade próximo ao seu miolo.

A samambaia é a típica planta que ama sombra e água fresca!

Samambaia não gosta de vento!

Com folhas de estrutura delicada que facilmente chegam aos dois metros de comprimento, as samambaias não gostam de correntes de ar que, podem quebrar as suas folhas e atrapalhar um crescimento que favoreça a captação da luz para a fotossíntese.

Desta maneira, evite deixar a sua samambaia em locais de canalização de vento para que ela tenha um crescimento saudável aproveitando o máximo da luz ambiente.

 

Diferentes tipos de samambaia

Confira os 15 tipos mais comuns e desejados de samambaias, lembre-se que os três cuidados citados acima são a chave para que qualquer um destes tipos de samambaia cresçam bonitas e volumosas:

1) Samambaia americana

2) Samambaia Avenca

3) Samambaia Renda Francesa

4) Samambaia Amazonas

5) Samambaia de Metro

6) Samambaia Asplênio

7) Samambaia Chifre-de-veado

8) Mini Samambaia

9) Samambaia Jamaica

10) Samambaia Azul

11) Samambaia Prata

12) Samambaia de Java

13) Samambaia Paulistinha

14) Samambaia renda Portuguesa

15) Samambaia Centopeia

Samambaias em Bauru 01.jpg
samambaia em Bauru linda.jpg
samambaia-americana-planta.jpeg